SPS realiza mês de programação para marcar a luta das mulheres por direitos

SPS realiza mês de programação para marcar a luta das mulheres por direitos

SPS realiza mês de programação para marcar a luta das mulheres por direitos

Um mês para dar as mãos e lembrar que março é um marco na luta por dignidade, igualdade entre os gêneros e por uma sociedade verdadeiramente justa e democrática. Comprometida com esta causa, a Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS) inicia, na próxima segunda feira (02), às 8h, no auditório da pasta, um mês de atividades pelo empoderamento feminino e pelo enfrentamento à violência contra as mulheres. A primeira atividade será o debate Mulheres que inspiram: fazendo as políticas públicas para as mulheres no Estado do Ceará, com a presença da titular da SPS, Socorro França, e da secretária de Políticas para Mulheres, Denise Aguiar.

Na ocasião será exibido o documentário “Silêncio das Inocentes”, que mostra como se processa no Brasil a aplicação da Lei nº 11.340/2006, popularmente conhecida como Lei Maria da Penha. Durante todo o mês, haverá uma programação diversificada na Capital e no interior do Estado.

“Estamos abrindo com esta atividade um espaço de diálogo com as frentes e coletivos atuantes na construção destas políticas e no combate aos diversos tipos de violência contra a mulher. Nosso objetivo é avançar rumo à equidade de gênero”, destaca a titular da SPS, Socorro França.

A SPS também participa da III Conferência Nacional da Mulher Advogada, que ocorre nos dias 5 e 6 de março, no Centro de Eventos, com o tema central “Igualdade, Liberdade e Sororidade”. “É extremamente importante esse engajamento entre órgãos públicos, entidades e sociedade civil para pensarmos pensar em políticas para atender este segmento e refletir sobre as formas de combate ao feminicídio”, expõe a secretária-executiva de Políticas para as Mulheres da SPS, Denise Aguiar.

Denise Aguiar destaca algumas das atividades que ocorrerão no mês de março. “No dia 10, vamos ao Cariri realizar uma audiência pública de enfrentamento à violência contra as mulheres e o feminicídio, e no dia 11, conversamos com estudantes da Universidade Regional do Cariri (URCA) para ouvir sobre os estudos relacionados a esse tipo de violência. Nossa ideia é traçar, a partir destes diálogos, políticas efetivas de combate ao feminicídio”, explica Denise.

Unidade Móvel

Ao longo do mês, a Unidade Móvel de Enfrentamento à Violência contra a Mulher da SPS atende a população dos municípios de Limoeiro do Norte (03), Palhano (04), Icapuí (05) e Icó (11,12 e 13), levando atendimento com rodas de conversa com a população e atendimentos individuais com psicóloga e assistente social. Em 2019, a Unidade Móvel de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher percorreu 32 municípios e atendeu 2.575 mulheres. O ônibus também chegou a 80 distritos e 12 macrorregiões do Estado.

Casa da Mulher Brasileira

No dia 6 de março, a programação será na Casa da Mulher Brasileira, que durante toda a manhã, de 8h às 12h, realizará junto a rede de enfrentamento à violência contra a mulher, atividade alusiva ao 8 de março, Dia internacional da Mulher. “Além de atividades culturais nós vamos apresentar o relatório de gestão da Casa da Mulher Brasileira, contaremos com a presença de diversos movimentos sociais e discutiremos o feminicídio”, ressalta a coordenadora da Casa da Mulher, Daciane Barreto.

16 visualização(ões)

Ultima visualização: 08/08/2020 23:25

#Notícias